19 agosto, 2017

Meta de deficit de 2018 depende de receitas incertas

20170817084435201466aAo propor a ampliação dos das metas de deficit de 2017 e de 2018 para R$ 159 bilhões nos dois anos, o governo continua contando com receitas que podem não se concretizar. No ano que vem, por exemplo, apenas o pacote de medidas anunciado pelos ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Dyogo Oliveira (Planejamento) prevê R$ 24,7 bilhões em arrecadação e economia de gastos, dos quais R$ 21,1 bilhões dependem de aprovação do Congresso, seja por projetos de lei ordinária ou de lei complementar que estão sendo preparados pela equipe econômica.

Mega-Sena pode pagar R$ 26 milhões neste sábado

O sorteio 1.960 da Mega-Sena pode pagar um prêmio de R$ 26 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio ocorre às 20h (horário de Brasília) deste sábado (19), no município de Presidente Venceslau (SP).
Para apostar na Mega-Sena
As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

18 agosto, 2017

BARCELONA/RN: Faleceu o Ex-vereador Antonio Ferreira da Costa (Antônio Caboclo)

Faleceu nesta manhã de sexta-feira no Hospital Regional de São Paulo do Potengí  (18) o Ex-vereador da cidade de Barcelona, Antônio Ferreira da Costa mais conhecido como "Antônio caboclo", pai da Primeira Dama Suzana Mafra.


O velório será na Câmara Municipal de Vereadores da cidade, mas ainda não há horário definido, já o sepultamento está previsto para amanhã (19) sábado às 10:00hs.

O Prefeito de Barcelona, Neto Mafra, cancelou os compromissos previstos para esta sexta-feira em razão do falecimento do sogro.

Os nossos sentimentos a Família enlutada, que Deus possa confortar o coração de parentes e amigos.

Ranking mostra o Senador Garibaldi em 3º na deficiência na política

Com discurso de não desistir da política, apesar do desânimo da população apontado nas pesquisas com escândalos de corrupção, um grupo lista os parlamentares mais eficientes em atividade no Congresso, de acordo com critérios como assiduidade e qualidade de projetos.
A lista está no site politicos.org.br. “Nossa meta é oferecer informação para ajudar de forma objetiva as pessoas a votarem melhor, levando em consideração principalmente o combate à corrupção, privilégios e desperdício da máquina pública”, diz o grupo.
O grupo foi fundado por administradores de empresas, há cinco anos. Entre os integrantes, estão Gustavo Franco, ex-presidente do Banco Central, no governo FHC; e Rogério Chequer, co-criador do movimento Vem Pra Rua, que organizou manifestações contra a ex-presidente Dilma.
Os critérios usados pelo grupo são presença nas sessões, privilégios, processos judiciais e qualidade legislativa.
Veja os 10 primeiros colocados:
1° – Senador Tasso Jereissati (PSDB)
2° – Senadora Ana Amélia (PP)
3° – Senador Garibaldi Alves Filho (PMDB)
4° – Deputado Mauro Mariani (PMDB)
5° – Deputado Daniel Coelho (PSDB)
6° – Deputado Lobbe Neto (PSDB)
7° – Deputado Miguel Lombardi (PR)
8° – Deputado Mauro Pereira (PMDB)
9° – Deputado Hildo Rocha (PMDB)
10° – Deputado Nilson Pinto (PSDB)
O Globo

Cunha tenta última cartada em busca de delação


O Globo

Menos de uma semana depois de receber um “não” do Grupo de Trabalho da Lava-Jato, o ex-deputado Eduardo Cunha pediu para reabrir as negociações na tentativa de um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República. Um emissário do ex-deputado até sugeriu que, se fosse de interesse do Ministério Público, Cunha participaria diretamente das tratativas, segundo disse ao GLOBO uma fonte que acompanha a movimentação de perto.

Nesse caso, investigadores de Brasília poderiam ouvi-lo em Curitiba, onde ele está preso. Procuradores devem decidir, até a próxima semana, se aceitam ou não pôr de volta à mesa a discussão da delação do ex-deputado.

Na proposta apresentada inicialmente, Cunha teria se comprometido a falar sobre as relações dele com o presidente Michel Temer. Também falaria sobre deputados, senadores e ministros que hoje estão no centro do poder em Brasília. Mas as informações oferecidas por escrito foram consideradas superficiais e inconsistentes. O ex-deputado teria sido omisso em relação a crimes já conhecidos. Cunha também apresentou poucas provas para sustentar as acusações, algumas delas genéricas, que prometeu fazer. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e a equipe de auxiliares não tiveram dúvidas em recusar o acordo.

17 agosto, 2017

Entidade exige devolução de agentes de segurança do RN cedidos a outros órgãos

Fórum de Segurança Pública do Rio Grande do Norte (Foseg-RN) – entidade que reúne as instituições de segurança pública que atuam no estado – apresentou ao Gabinete Civil do governo a proposta que busca a realização de um censo, uma auditoria a ser feita pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), para que o próprio estado saiba quantos são e onde estão cedidos os agentes de segurança que não estão trabalhando diretamente no combate à criminalidade. O objetivo é acabar com os casos de desvio de função.

16 agosto, 2017

Câmara Criminal destaca necessidade de medidas na Segurança pública do RN

Os desembargadores que compõem a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do RN reforçaram a necessidade de apoiar as Polícias Militar e Civil potiguares, diante do quadro “crítico” da Segurança pública no Estado. A moção foi motivada pelas duas tentativas de assalto, sofridas ontem (14) por dois desembargadores da Corte potiguar, os magistrados Claudio Santos e Virgílio Macedo Jr.
“Nossa moção é um simples reconhecimento à pronta ação do sargento que soube agir com profissionalismo e frieza diante da ação dos bandidos”, comentou o desembargador Gilson Barbosa, que iniciou a avaliação sobre a necessidade de se reforçar o efetivo policial no Estado, bem como as estruturas das delegacias civis.
“Não é que a gente queira que isso se torne comum, mas foi um ato de bravura”, concordaram os desembargadores Glauber Rêgo e Saraiva Sobrinho, ao definirem a fase atual da segurança pública no RN como “difícil” e que requer medidas urgentes.
Já a promotora Isabela Lúcio, que representa o Ministério Público nas sessões da Câmara Criminal, definiu como igualmente “urgente” a necessidade de se julgar com mais clareza as ações que demonstram atos que atestam a legítima defesa nesses casos.
“Um policial não pode ser julgado levianamente ou um cidadão precipitadamente porque, legitimamente, buscou se defender de um ato criminoso. Parabenizo, em nome do MP, o sargento que fazia a segurança do desembargador Virgílio”, define a promotora.

15 agosto, 2017

Por falta de recursos federais, Barragem de Oiticicas pode “ficar pela metade”

A preocupação é do presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena em entrevista ao Jornal Regional (Sistema Rural) nesta terça-feira (15). De acordo com ele, o Governo Federal insiste em reconhecer apenas o primeiro Plano de Trabalho da Barragem, que é o de 2007, no valor de 311 milhões de reais, recursos quase todos já usados na obra.
 Neste orçamento inicial, os valores para pagar as indenizações eram em torno de 8 milhões de reais, quando já foram pagos cerca de 28 milhões; a nova Barra de Santana estava orçada em 11 milhões, e seu orçamento atual é de 34,5 milhões. Sem contar as agrovilas que não estavam previstas, que custam em torno de 6 milhões.
 “Além de um conjunto de adequações técnicas, como o caso do Cemitério, a própria localização da nova Barra de Santana, indenizações de imóveis da velha Barra, e a própria inflação no decorrer deste período, nada disso foi levado em consideração no primeiro plano de trabalho”, explicou Procópio.
 No período de 2013, quando iniciou a obra, até os dias atuais foram realizados várias mobilizações sociais e paralisações da obra, por ausência de clareza do projeto, fato esse que gerou um acordo extra-judicial entre o Movimento dos Atingidos pelo Complexo Barragem de Oiticicas e o Governo do Estado, aperfeiçoando e atualizando o projeto inicial, de forma que dois planos de trabalho (nota técnica) do Governo do Estado foram elaboradas, elevando os custos do projeto de 311 para 415 milhões no primeiro plano, e de 415 para 559 milhões no segundo, este último feito em 2017 para conclusão total do Complexo.
 O que preocupa, de acordo com Procópio é que o DNOCS, TCU e Governo Federal não querem reconhecer o acordo extra-judicial, e até o presente momento não aprovaram os novos planos de trabalho, readequando o projeto para a realidade.
 Fruto desta situação, na última reunião realizada sexta-feira passada, com representes do Governo, Prefeituras, Seapac, Diocese de Caicó, Movimento Sindical e os atingidos pela Barragem, foi deliberado uma audiência pública, na própria comunidade Barra de Santana onde serão convidados toda a bancada federal e estadual do RN, o Ministro da Integração Nacional, prefeitos, Movimentos Sociais, DNOCS, bispos das três dioceses do Estado, e vários outros segmentos.
“De acordo com essa deliberação o Movimento deseja que todos esses segmentos conheçam in-loco, todo o complexo da Barragem de Oiticicas, antes da audiência pública. O Movimento está disposto a fazer todas as lutas necessárias, e articular os mais diferentes atores da sociedade para que o complexo Barragem de Oiticicas não fique mais uma vez, apenas em sonho”, finalizou Procópio Lucena.

Detran e Projeto Vida no Trânsito realizam curso de pilotagem para mulheres

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran), juntamente com as instituições envolvidas no projeto Vida no Trânsito, organiza no sábado (26) o curso de Pilotagem Consciente direcionado as mulheres. A iniciativa faz parte da ações do movimento Agosto Lilás, que é o mês de luta pelos direitos das mulheres e pela conscientização sobre a violência doméstica. O curso será realizado das 8h às 12h no estacionamento do estádio Arena das Dunas, situado no bairro de Lagoa Nova.
Serão abordados conteúdos como direção defensiva, equipamentos de segurança, noções de mecânica e pilotagem preventiva. Estão disponíveis 100 vagas com inscrições gratuitas que poderão ser feitas através do telefone (84) 9.9105-8812, bastando a interessada enviar uma foto com a CNH comprovando estar apto nas categorias A ou ACC. Também é necessário trazer sua própria motocicletas e utilizar os equipamentos de segurança, como capacete e sapato fechado sem salto.
Além do Detran, participam do projeto Vida no Trânsito a Polícia Rodoviária Estadual (CPRE); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU); Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU); Secretaria Municipal de Saúde (SMS); Sest/Senat; Ministério Público do RN (MP); Corpo de Bombeiros Militar (CBM); Polícia Militar (PM); Secretaria de Saúde do Estado (Sesap); e Ong Trânsito Consciente.

Galeno relata visita a obras de instalação do Itep e ampliação de hospital em Pau dos Ferros

O deputado estadual Galeno Torquato (PSD) relatou na sessão desta terça-feira (15), na Assembleia Legislativa, a viagem que fez na segunda-feira (14) ao município de Pau dos Ferros, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Na localidade, Galeno foi visitar as obras de reforma do hospital e de instalação de uma sede do Itep.
“É uma luta de muito tempo”, disse o deputado, afirmando que, no caso do Itep, o órgão estadual só tem sedes em Natal, em Mossoró e em Caicó. “Também visitamos as obras de reforma e ampliação do Hospital Doutor Cleodon Carlos de Andrade”, disse o deputado, explicando que o Governo do Estado já investiu R$ 3 milhões e agora investirá mais R$ 5 milhões na unidade.
Segundo o deputado, os recursos disponibilizados pelo Governo do Estado possibilitarão a compra de um tomógrafo, e o aumento no número de leitos de UTI, passando dos atuais 6 para 10. O hospital de Pau dos Ferros atende pacientes de 36 municípios da região.
Em aparte, o deputado Hermano Morais (PMDB) afirmou que, assim que concretizadas, a instalação da sede do Itep e a ampliação do hospital serão muito importantes para a região. Hermano ressaltou a descentralização do Itep e cobrou do Governo melhorias para a sede principal, na capital. O deputado Getúlio Rêgo (DEM) lembrou que os serviços em questão são inadiáveis e parabenizou o Governo do Estado pelos investimentos no Oeste.

Corpo carbonizado dentro de carro pode ser de motorista de Uber desaparecida no RN

A família da motorista de Uber Suetânia Santos do Nascimento, de 29 anos, desaparecida desde a sexta-feira (11), acredita ser dela o corpo carbonizado encontrado dentro de um carro queimado em um canavial na zona rural de Arez, região metropolitana de Natal. “Era ela mesmo”, diz a irmã, Ana Paula Nascimento. O veículo foi identificado por meio do número do chassi.
Suetânia foi vista pela última vez no bairro Emaús, em Parnamirim, na Grande Natal, quado saiu para trabalhar. De acordo com a família, a principal suspeita é de que ela tenha sido morta por um homem com quem teria acabado um relacionamento amoroso há cerca de dois meses.
O carro, modelo March, de cor branca, que pertence à mulher, foi encontrado na plantação em uma plantação de cana-de-açúcar. De acordo com informações apuradas pela polícia com moradores da região, ele teria sido queimado na região ainda na noite de sexta.
carro carbo
A família diz que a motorista tinha avisado que iria resolver uma pendência com o ex-namorado. “Ela mandou uma mensagem dizendo que se acontecesse alguma coisa, estava com ele”, conta a irmã.
Uma amiga também recebeu uma mensagem de texto, onde Suetânia informou que estava passando por uma churrascaria e um posto de combustíveis na estrada. A polícia foi até esses estabelecimentos para checar as imagens das câmeras de segurança.
De acordo com a família, Suetânia já tinha sido ameaçada pelo homem, com quem manteve um relacionamento extraconjugal por cerca de 10 anos. Ele é casado. A irmã não sabe se ela já tinha um novo relacionamento.
A família é natural de Serra Caiada, na região Agreste potiguar. Suetânia morava sozinha em Natal. Na capital potiguar, trabalhou por 11 anos com venda de carros, em duas concessionárias. Demitida do último emprego há cerca de seis meses, começou a trabalhar como motorista do Uber.
“Era uma pessoa boa, trabalhadora, que conseguiu seu apartamento, seu carro. Não passava um dia sem entrar em contato com a família. Não perdia uma oportunidade de juntar todo mundo”, lembra a irmã Ana Paula.
De acordo com ela, a família toda está sofrendo com a situação e espera que a polícia encontre o responsável pela morte da mulher. “Tão jovem e uma morte trágica, como essa. Só Deus, e mais ninguém, pode nos ajudar. É uma dor que não passa. A gente nunca vai apagar”, lamenta.
G1 RN

Rita das Mercês delatou Executivo, Legislativo e Judiciário do RN ao MPF

ação da Polícia Federal nesta terça-feira em Natal contra o governador Robinson Faria é a primeira diligência resultado da delação premiada que a ex-procuradora da Assembleia Legislativa, Rita das Mercês, negociou com o Ministério Público Federal.
A ex-procuradora foi alvo em 2015 da Operação Dama de Espadas, coordenada pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte.
A colaboração de Rita, no entanto, passou longe da Procuradoria Geral de Justiça. Ela preferiu entregar o que sabe ao MPF por temer que houvesse interferência no Ministério Público do Rio Grande do Norte.
Feita há pouco mais de dois meses, a delação de Rita foi negociada em acordo conduzido pelo procurador da República Rodrigo Teles, a quem Rita narrou crimes na administração dos três poderes do Rio Grande do Norte e deixou claro que não é ela a dama de espadas.
Ao entregar o ExecutivoJudiciário e Legislativo, a ex-procuradora da Assembleia Legislativa sabia que inevitavelmente o foro seriam os tribunais superiores, já que perante o STJ respondem o governadores e desembargadores.
reportagem confirmou que pelo menos um membro do Tribunal de Justiça foi delatado ao Ministério Público Federal.
Com a negociação direta com o MPF, as instâncias locais ficarão agora obrigadas a seguir todos os procedimentos que vão derivar do Superior Tribunal de Justiça.
Tais procedimentos deverão incluir novas frentes de investigações, já que Rita entregou esquemas de desvios de recursos públicos celebrados em fraudes em contratos, o que incluirá no escândalo agentes do setor produtivo.
Até a publicação desta reportagem, o governador Robinson Faria ainda não havia se manifestado a respeito da ação desta terça.
Portal no Ar

Polícia Federal na Governadoria

A Polícia Federal cumpre mandado e busca e apreensão agora na governadoria.

O governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria está sendo acusado de obstruir informações de Justiça no caso da Operação Dama de Espada.

Esposa de Fábio Faria quebra o silêncio


Patricia Abravanel quebrou o silêncio após passar o fim de semana inteiro com o nome em destaque nos noticiários.

Tudo porque ela foi citada na delação premiada de um executivo da JBS.

Na denúncia, o diretor Ricardo Saud afirmou que a filha de Silvio Santos teria presenciado a negociação de propina em uma reunião na casa de Joesley Batista, principal acionista da empresa.

O caso virou notícia nos telejornais da Globo e Band.

“Foi um jantar muito elegante até. Foi o Fábio Faria com a noiva dele, a Patrícia Abravanel, a filha do Silvio Santos. Foi o Robinson Faria com a esposa dele. Nós todos com as esposas, e tal, para tratar de propina. É até bacana, né?”, disse Saud sobre o evento realizado na casa do marido de Ticiana Villas Boas.

Abravanel negou as acusações.

“Sim, eu estou processando Ricardo Saud da JBS por danos morais. Ele mentiu e ligou o meu nome e o da minha família a algo terrível como negociação de propina! Um absurdo!”, escreveu no Instagram..

A ação movida por ela pede uma indenização de R$ 300 mil.

“Quero aqui deixar claro que qualquer quantia ganha nessa ação será doada. Só não poderia deixar uma calúnia dessas passar em branco”, completou.

Ticiana também já se dispôs a ser testemunha da colega de SBT caso seja necessário.

“Vou deixar claro que é um absurdo”, afirmou ela em um áudio anexado ao processo"
Blog do Robson Pires

Joesley escondeu crimes em delação, diz procurador

O procurador Ivan Marx, do Ministério Público Federal (MPF) em Brasília, afirmou que o empresário Joesley Batista e executivos do Grupo J&F esconderam, em suas delações premiadas, crimes praticados no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Apesar da imunidade penal obtida pelos delatores no acordo com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, Marx disse que pretende apresentar denúncia pelos delitos e cobrar R$ 1 bilhão a mais da companhia por prejuízos ao erário.
Responsável pela Operação Bullish, que mira nos negócios do banco com o grupo, Marx afirmou que as fraudes em aportes bilionários feitos no conglomerado estão demonstradas na investigação. “Onde eu digo que eles estão mentindo é no BNDES. A Bullish apontou mais de R$ 1 bilhão de problemas em contratos. Os executivos vão lá, fazem uma delação, conseguem imunidade e agora não querem responder à investigação”, disse ao Estado.
Blog do BG