Médico denuncia fechamento de UTI's do Hospital Walfredo Gurgel




Foto: Reprodução

O médico Sebastião Paulino, do Hospital Walfredo Gurgel, utilizou as redes sociais para denunciar a desativação dos leitos de UTI cardiológica da unidade, desativados há mais de duas semanas. O hospital é considerado o maior da rede de saúde pública do estado. Sebastião também é advogado e já foi diretor da unidade, onde presencia cenas lamentáveis.

Segundo o médico, a desativação ocorreu no dia 13 de junho para uma reforma, porém, até este sábado nenhum serviço foi feito. Ele denuncia também a insuficiência de recursos humanos na área de enfermagem. O governo do Estado decretou há quase um mês "calamidade pública" na saúde do Rio Grande do Norte.

"Desativar um leito de UTI no momento presente é uma atrocidade. De outro modo, suspender as atividades da única UTI cardiológica da rede pública do Rio Grande do Norte, é um ato criminoso e de consequências funestas. Representa o aumento inevitável e odioso do preenchimento de Declarações de Óbito. É preciso não ter coração pra conviver com uma realidade tão tenebrosa, apenas testemunhando tamanho desatino, em silêncio", disse o médico em nota.