Ponto Eletrônico é quebrado em escola de Extremoz e diretora registra B.O

A Prefeitura de Extremoz irá abrir um processo administrativo de sindicância para apurar quem foi o autor da ação que danificou um relógio de ponto eletrônico recém-adquirido para a Escola Municipal Coronel José Franco Ribeiro, localizada no Loteamento Áurea de Góis, Centro.
Nessa quarta-feira (18) foi lavrado um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Extremoz pela diretora da escola, Letúzia Alves. O crime contra o patrimônio público possivelmente ocorreu na última segunda-feira (16) em um horário em que há pouca movimentação de estudantes na escola.
No boletim de ocorrência a diretora declara que o técnico da empresa, ao chegar ao local para fazer a configuração para ativar o aparelho, constatou que o leitor de impressão digital do relógio estava arranhado e o aparelho com o lacre rompido. Até o momento não há suspeitos do crime de autoria ainda desconhecida.
A Prefeitura de Extremoz está instalando pontos eletrônicos em todos os órgãos públicos do município, com o objetivo de melhorar os serviços que são oferecidos pelos diversos órgãos aos cidadãos.
O fato tem gerado descontentamento em alguns servidores que tenta bloquear a instalação.