Justiça ordena que PF entre em investigação sobre e-mails de Dilma

Imagem da internet
O juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal em Brasília, ordenou o encaminhamento à PF da investigação sobre o uso do e-mail de Dilma Rousseff para se comunicar com João Santana e Mônica Moura, informa O Globo.

Quando ainda era presidente, Dilma teria usado o rascunho de uma conta no Gmail para alertar Feira e Xepa, o casal de marqueteiros, dos avanços da Lava Jato.

Rodrigo Janot chegou a denunciar Dilma ao STF por obstrução de Justiça –mas, com o impeachment da Gerente e a perda do foro privilegiado, o processo foi encaminhado à primeira instância.

O jornal carioca explica que o MPF-DF, alegando falta de provas, pediu arquivamento da parte da denúncia referente aos e-mails e uma cópia do processo para a abertura de novo procedimento, de forma que a investigação fosse refeita.

Agora a Justiça decidiu incluir a Polícia Federal na história, e a investigação será compartilhada entre a PF e o MPF.