Pedreiro confessa assassinato da menina Iasmin Lorena em Natal e diz que agiu sozinho

Preso nessa quinta-feira(26) no litoral norte potiguar, o pedreiro Marcondes Gomes da Silva, de 45 anos, confessou que matou sozinho a menina Iasmin Lorena de Araújo, de 12 anos, desaparecida desde o dia 28 de março. Todos os detalhes serão divulgados em coletiva nesta sexta-feira(27). A polícia também negou os boatos que se espalharam nas redes sociais sobre uma suposta participação da mãe da vítima.
Na versão contada aos investigadores, o pedreiro afirma que agiu sozinho. A motivação do crime e se houve abuso sexual serão esclarecidos pela polícia em coletiva.
Na terça-feira(24), um corpo que pode ser o da menina foi encontrado em uma casa onde o pedreiro trabalhava, na mesma rua em que Iasmin morava, na Redinha, Zona Norte de Natal. Marcondes também era vizinho e amigo da família há vários anos. A identificação do corpo ainda depende de exames de DNA, realizados pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep