Aumento é aprovado e valor da tarifa de ônibus chega a custar R$ 3,65 em Natal

Ainda nesta sexta deverá ser informado através de nota emitida pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), um comunicado que informa quando o valor passará a valer na cidade
José Aldenir/ Agora Imagens Imagem ilustrativa

Redação

Em reunião do Conselho Municipal de Transportes nesta sexta-feira, 18, foi aprovado o aumento na tarifa dos ônibus no municipal de Natal. O valor terá um aumento de quase 9% e passará de R$ 3,35 a R$ 3,65. Após aprovação do Conselho, aumento deve ser homologado pelo prefeito Álvaro Dias (MDB).

Ainda nesta sexta deverá ser informado através de nota emitida pela Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), um comunicado que informa quando o valor passará a valer na cidade. A proposta foi aprovada com 16 votos a favor e 3 contra em reunião com representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro), STTU, Seturn, representantes do comércio e entidades estudantis.

Segundo o acordo assinado com os empresários, que almejavam um aumento ainda maior, 6 novas estações de transferência e 50 novos abrigos de ônibus deverão ser construídos na cidade. Apesar de não ser o ideal, a proposta foi acolhida, pois os empresários consideraram que seria melhor do que não haver nenhum reajuste.

Com o aumento constante no valor dos combustíveis, os empresários viam como ideal o aumento nas passagens para R$ 4,00. De acordo com Nilson Queiroga, consultor da Seturn, este valor poderá intervir na qualidade do serviço prestado à população. Vale ressaltar, que a Sintro e a Seturn vinham negociando há alguns dias o reajuste salarial requisitado pelos rodoviários. Este ajuste dependia também da aprovação do aumento das passagens dos transportes coletivos.

O novo valor é visto como “absurdo” pelos usuários do serviço. Com o novo valor de R$ 3,65, a tarifa pode gerar um gasto de R$ 146,00 por mês no bolso do trabalhador natalense – considerando duas passagens a cada dia de trabalho, de um indivíduo que trabalha de segunda a sexta. Tendo por base o salário mínimo, cujo valor hoje é de R$ 954, isso representa 15,3% do recebido gasto com transporte.

Agora RN