Médicos retiram sonda de Jair Bolsonaro, que volta a se alimentar

Boletim do hospital Albert Einstein afirma que presidenciável tem melhora em seu quadro intestinal
A imagem foi divulgada no Twitter de Flávio Bolsonaro, que disse que o presidenciável iniciou fisioterapia - 08/09/2018 (Twitter/Reprodução)

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) voltou a se alimentar pela via oral nesta terça-feira. De acordo com boletim médico do hospital Albert Einstein, onde ele está internado após o atentado que sofreu em Juiz de Fora (MG), o presidenciável apresenta melhora no seu quadro intestinal e, em decorrência disso, foi retirada uma sonda.

“Será reiniciada alimentação oral e progredida de forma gradual conforme aceitação. Ela será feita concomitante à alimentação parenteral [por meio de soro]”, informa a nota assinada pelos médicos Antônio Luiz Macedo, Leandro Echenique e Miguel Cendoroglo.

O boletim ainda diz que as condições clínicas de Bolsonaro são estáveis. “O paciente permanece em cuidados de Terapia Intensiva, afebril e sem sinais de infecção.” O filho do candidato, Flávio Bolsonaro, anunciou, pelo Twitter, que a primeira refeição após a retirada da sonda foi um pedação de pão e suco.