"Efeito Bolsonaro" dólar cai mais de 2%, e fecha a R$ 3,93, menor valor desde agosto

O dólar fechou em forte queda nesta terça-feira (2), abaixo de R$ 4, com os investidores ajustando suas posições após divulgação da pesquisa Ibope na noite do dia anterior.


A moeda norte-americana caiu 2,09%, vendida a R$ 3,9333. Veja mais cotações. É o valor mais baixo desde 17 de agosto, quando a moeda terminou cotada a R$ 3,9146.

Na mínima do dia , o dólar alcançou R$ 3,9053, e na máxima, R$ 3,9974. No dia anterior, a moeda caiu 0,51%, a R$ 4,0174. Já o dólar turismo fechou a R$ 4,10, sem considerar o IOF (tributo).

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa paulista, teve a maior alta diária em quase dois anos, subindo 3,78%, a 81.593 pontos.

Cenário eleitoral e externo

Após a divulgação da pesquisa Ibope, as atenções dos investidores se voltaram para o números do Datafolha previstos para o início da noite desta terça-feira e entrevistas com candidatos realizadas no mesmo dia.

No exterior, o dólar subiu ante várias moedas, com a Itália puxando a aversão ao risco. O euro foi à mínima de seis semanas mais cedo após uma autoridade do partido governista Liga da Itália dizer que a maioria dos problemas do país seria resolvida se trocasse o euro por uma moeda nacional, provocando vendas generalizadas no mercado.

O dólar também avançou frente a moedas de países emergentes, que foram presssionadas pela alta nos preços do petróleo para mais de US$ 85 o barril.