Full width home advertisement

Post Page Advertisement [Top]

A data, que já é um sucesso em várias cidades brasileiras, ainda precisa decolar em Natal, segundo a presidente da CDL Jovem, Maria Luisa Fontes

José Aldenir / Agora RN Preços mais baixos sem impostos tão altos é o que o comércio pretende mostrar no dia 30

Até sexta-feira, 24, a Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem (CDL Jovem) divulgará a lista parcial dos estabelecimentos varejistas de Natal que já aderiram ao Dia Livre de Impostos, uma data replicada em várias capitais e cidades do País e que acontecerá do dia 30 de maio.

Nessa data, que for ao comércio na capital pagará os produtos que adquirir sem impostos durante todo o dia. No ano passado, segundo a presidente da CDL Jovem de Natal, Maria Luísa Fontes, a organização obteve a adesão de cinco postos de combustíveis, mas que forneceram uma determinada quantidade de litros por pessoa mediante senha.

“Ainda estamos cadastrando as empresas, mas já fechamos com o Midway Mall e o comércio do Alecrim”, antecipou. “Mas apenas um posto de combustível confirmou presente por causa do alto preço da gasolina na bomba e a margem apertada dos postos”, acrescentou.

De acordo com a dirigente, a data já é um sucesso em várias cidades brasileiras, ainda precisa decolar em Natal.

“Até a véspera do evento estaremos cadastrando e divulgando empresas, pois no ano passado tivemos muitas adesões de última hora, quando os comerciantes viram o tamanho da participação de consumidores”, lembrou.

Nos itens de perfumaria a redução no valor sem a incidência dos impostos pode chegar a até 70%. Nos produtos de maquiagem, a carga é de 58%; em higiene pessoal, 46%; bebidas alcoólicas, cigarros e eletrônicos, 43%.

Em Natal, empresas como a Fio a Fio, a Avohai, a Brinkids e a Pizzaria Massa Fina também já confirmaram adesão. A CDL Jovem também firmou uma parceria com a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

O Dia da Liberdade de Impostos foi criado pela Câmara de Dirigentes Lojistas Jovem em 2003 e acontece nas principais cidades do país.

O objetivo do dia não é estimular a sonegação de impostos, pois nesse dia o empresário arca com os custos da taxação, mas mostrar ao consumidor como seriam os preços se não houvesse tanto imposto.

No ano passado, a data contou com a participação de vários estados, com a colaboração de mais de 5 mil shoppings e varejistas.

Agora RN

Bottom Ad [Post Page]

| Designed by Colorlib