CARILLE NÃO RESISTE À PRESSÃO E É DEMITIDO DO CORINTHIANS

Foto/LANCE!  Carille foi demitido do Corinthians

A pressão ficou insuportável para Fábio Carille. Após a goleada sofrida neste domingo para o Flamengo, o Corinthians confirmou a saída do treinador do comandado técnico da equipe. O vínculo entre as partes tinha vencimento em dezembro de 2020, mas a multa rescisória não precisará ser paga por ninguém.

Técnico e dirigentes do clube se reuniram e chegaram a um consenso de que seria melhor para todos a interrupção do trabalho nesse momento. A Gazeta Esportiva revelou há duas semanas que a multa de R$ 6 milhões sofria uma queda mensal desse valor.

A gota d'água para Fábio Carille se deu em Maceió, na derrota corintiana para o CSA. O time alcançou a marca de sete partidas seguidas sem vitórias e deixou o G6 do Campeonato Brasileiro.

Desde o fim da partida no Estádio Rei Pelé, o cenário ficou bastante conturbado. Houve tentativa de invasão no hotel, protesto na chegada a São Paulo, conversa com torcedores no CT, muros do Parque São Jorge pichados e aviso de pressão contínua da maior organizada do clube.

O treinador se abateu, pediu para não conceder entrevista coletiva ainda na cidade alagoana e viu Andrés Sanchez ser duro ao responder os questionamentos dos jornalistas.

A multa e o vestiário ainda seguravam Carille no cargo. Mas, com a possibilidade de acordo sobre a parte financeira e a impressão do técnico de que já não conseguia mais extrair o melhor dos jogadores, a decisão pela saída foi consumada.

Essa foi a segunda passagem de Fábio Carille como técnico do Corinthians. Contratado em 2009 para ser auxiliar de Mano Menezes, Carille assumiu de vez a função principal da comissão técnica no início de 2017.

Deixou o clube em maio do ano seguinte por causa de uma proposta milionária do Al-Wehda. Foi embora depois de um título Brasileiro e dois Paulistas. À época, o clube recebeu apenas R$ 600 mil pela quebra do contrato, que iria até o fim de 2019.

Ainda em dezembro de 2018, Carille voltou ao Corinthians. O clube pagou cerca de R$ 3 milhões para repatriar o técnico, que chegou com outro patamar e levou o time a mais um título Estadual.

O problema é que apesar de ter sido peça fundamental na montagem do elenco e ter trabalhado desde a pré-temporada com o grupo, Carille não conseguiu fazer o Corinthians apresentar um desempenho satisfatório, e passou a criar clima com declarações polêmicas.

A ausência de resultados, pouco a pouco, foi minando a credibilidade do técnico, que ao todo, somando as duas passagens pelo clube, tem 182 jogos, 86 vitórias, 56 empates e 40 derrotas. Nesse ano, sob o comando do agora ex-técnico, o Corinthians obteve 27 vitórias, 25 empates e 18 derrotas.

Já sem Carille, o Corinthians tem o Flamengo pela frente, domingo, no Maracanã, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. A missão até o fim da temporada é garantir uma vaga na próxima Copa Libertadores da América.

Terra

Postagens mais visitadas deste blog

Avião cai com cantor Gabriel Diniz em Sergipe

Homem morre vítima de afogamento no Rio Potengi em Barcelona/RN nesta quinta-feira (25)